3 passos que você deve (ou deveria) seguir antes de começar a ler One Piece

Yo!! Antes de trazer os melhores sites para baixar animes. Optei por um “miniguia” para aqueles que estão decididos a ler essa belezinha. Certamente que One Piece não é um mangá como qualquer um e por isso não deve ser tratado como tal. Então, decidi trazer aquilo que considero mais essencial antes de se aventurar na obra de Eiichiro Oda. Isso pode inclusive te ajudar.

Obviamente que você NÃO precisa seguir esses passos. Eu apenas acho que você deveria porque assim a leitura pode ser mais agradável. Então, vamos zarparrrr!!!

SAIBA O QUE ESPERAR

Não, você não precisa de grandes spoilers nem saber o que acontece no decorrer da obra. A questão aqui é entender do que se trata One Piece para que você não espere algo muito diferente e se decepcione. Lembre-se que o mangá ainda é um shounen, então simplesmente não espere algo que fuja muito dessa linha. A arte pode até parecer meio estranha ou a história infantil no início, mas é assim mesmo viu?!

O mangá aborda a temática pirata? Sim, mas não vá imaginando que é um Piratas do Caribe da vida.

É um mangá de lutas épicas? Olha, depende de seu ponto de vista, mas vou logo avisando que se você SÓ deseja isso, é melhor não ler One Piece. Não que as lutas são chatas nem nada, mas a obra de Eiichiro Oda reúne diversos gêneros e o autor mesmo disse que escreve tão drasticamente quanto pode, o foco evidentemente não é se destacar por batalhas mortais. Mas há boas lutas? Sim, bem como há lutas ruins. Há aventura tanto quanto comédia. E mistério tanto quanto personagens excelentes. A história em si é aparentemente, elaboradíssima.

Então, o ideal é que você esteja muito disposto a ler o mangá, porém, ao mesmo tempo, não espere muito da obra. Até porque dessa maneira não tem como você se dar mal, não é?!

Só alegria.

SEJA PACIENTE

O maior erro daqueles que decidem começar a ler One Piece é justamente não ter paciência. A maioria dos abandonos acontecem por duas razões simples. Primeira, porque para a grande maioria, o início não é tão chamativo ou é um pouco infantil, desse modo, fica difícil perceber o potencial que a história carrega. E vale lembrar que o mangá segue um ritmo lento, então as coisas demoram a acontecer e ás vezes, a enrolação é exagerada. One Piece, é, sem dúvidas, um mangá em constante evolução/crescimento, sendo assim, uma obra que possui naturalmente uma tendência a ficar ainda “mais quente” conforme o tempo passa.

E segundo, porque eles têm preguiça de ler muitos capítulos, sabendo, inclusive, que o mangá ainda não foi finalizado. One Piece já conta com quase oitocentos capítulos. Acho que assim você já entendeu que ler uns cem vai ser apenas uma fatia de uma grande pizza né?!

Pode ser difícil, a leitura pode não estar tão agradável, mas vai fundo e se arrisque. A vida é feita de aventuras. Leia, leia e leia até o seu limite, mesmo que não pareça tão foda como dizem. Um grande personagem citou certa vez: “Vamos viver uma vida sem arrependimentos”. Tente aproveitar. Sei que mesmo assim você pode não gostar, mas ao menos você tentou. Isso é suficiente.

Luffy aprova.

TENTE ACEITAR AS ESCOLHAS DO AUTOR

One Piece está longe, muito longe de ser uma obra que irá agradar qualquer pessoa. Eu particularmente não acho certo dizer que não há como não gostar do mangá. Há muitas situações, cenas, personagens, desfechos de sagas, arcos, habilidades e tantas e tantas coisas que você pode não gostar. Que só um pequeno grupo não curtiu ou que a maioria dos fãs não acharam legal. Obviamente que tudo depende do ponto de vista, mas é necessário tentar, no mínimo, aceitar que o autor desejou que as coisas acontecessem assim. E sobretudo aceitar que a maneira como as coisas funcionam em One Piece É assim. O mesmo cara que introduziu um flashback memorável, pode muito bem “salvar” o personagem principal de uma maneira ridícula. Conforme você for lendo, tente aceitar que em One Piece as coisas são assim e não vão mudar porque você quer ou acha que não ficou bom. Criticar pode, mas tente pensar como o autor também.

O que você nunca deve fazer, em hipótese alguma, é usar de algo que você não gostou para desvalorizar a obra. É o que eu vejo muito por aí. Se você se propor a ler One Piece e fazer isso da maneira certa, claramente poderá dizer que ele não é tudo isso que falam, que é ridículo, sem sal ou que o mangá x é mil vezes melhor, mas saiba ter argumentos para isso e tente ao máximo não levar sua experiência pessoal em conta. Desse modo, você não será considerado um hater e ainda terá “moral para falar”. Entendeu?

Você ao ler meu desabafo isso.

Bem, eu acho que os três pontos que abordei aqui podem e devem ser utilizados com qualquer obra, ao próprio ritmo. E para o anime também. Eu não segui esses passos quando iniciei One Piece, mas sequer foi necessário. (Embora minha vida teria sido facilitada se o tivesse feito.) Hoje, porém, posso dizer que isso é relevante demais para os que estão prestes a adentrar no universo fantástico do Oda-sensei. Inclusive, aceitar as escolhas do autor é algo que continuo buscando e me aperfeiçoando e só tenho a ganhar com isso. Algumas coisas poderiam ser melhores, eu confesso, mas não é o fim do mundo.

O que faz One Piece ser tão bom e foda é justamente porque ele possui oito mil seguidores  centenas de pontos negativos, e ainda assim se destaca pelos detalhes brilhantes. Esse é o ponto crucial. Não importa quantas “falhas” do Oda conseguimos apontar, mas sim o quão fantásticos seus “acertos” foram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s